Indicadores que reforçam a efetividade do atendimento em home office

Trabalhar de casa, essa é a essência do home office mesmo que ainda cause estranhamento para muitos gestores. Entretanto, essa modalidade de trabalho vem crescendo nos últimos anos e se popularizando cada vez mais.

O que permitiu que os trabalhadores começassem a realizar as suas atividades em casa, em boa parte foi o avanço da tecnologia. Ela permite que as pessoas estejam conectadas e consigam receber informações online. O acesso aos dados da empresa e dos clientes ficou simples e rápido de qualquer lugar.

Outros fatores quem têm alterado as formas de trabalho foram a busca pela qualidade de vida e aumento da produtividade. Os colaboradores conseguem ganhar mais tempo para si e ficam menos estressados com o trânsito. As empresas, por sua vez, garantem profissionais motivados e que conseguem produzir mais, devido ao aumento da qualidade de vida e engajamento com a organização.

Enfim, a forma como o trabalho vem sendo realizado tem mudado e muitas empresas estão adotando o home office. Os números indicam que a tendência é ele continue a crescer sem que haja perda de qualidade e impactos negativos nos resultados.

Dados do home office no Brasil e no mundo

Apesar de ainda ser um pouco tímido, o home office no Brasil está crescendo nos últimos anos. Porém, se comparado com outros países, entre eles os Estados Unidos, ainda há muito o que avançar.

Segundo um levantamento realizado em 2015, nos Estados Unidos, pelo US Department of Labor, houve um aumento do trabalho remoto. As empresas que possuem a maior parte de sua equipe trabalhando à distância, cresceu 50%.

Nessa mesma pesquisa foram indicados outros pontos:

  • 53% das empresas ainda têm escritórios tradicionais, com trabalho presencial 4 ou mais vezes por semana
  • 37% possuem um escritório central com algumas pessoas trabalhando remotamente
  • 10% das empresas não tem escritório
  • 63% dos entrevistados disseram que a comunicação com funcionários remotos era a mesma ou melhor do que com os funcionários internos
  • 21% dos entrevistados descobriram que a produtividade e o desempenho melhoraram com equipes remotas
  • O desgaste de quem trabalha em casa é 50% menor

No Brasil, os números ainda são menores, mas já demonstram a abertura das empresas para o trabalho home office. A pesquisa Home Office Brasil 2016, realizada pela SAP consultoria, aponta alguns desses números.

  • Foram entrevistadas mais de 300 empresas de diversas regiões do país e 37% delas adotam o home office
  • 68% das organizações adotam alguma modalidade de teletrabalho
  • O aumento do engajamento dos funcionários e satisfação é apontado por 85% das empresas que adotam o trabalho remoto
  • 23% das empresas reduziram o espaço físico com essa nova modalidade
  • Cerca de 7% dos colaboradores são home officers
  • 67% das empresas que adotam o home office são multinacionais

Indicadores da Home Agent

O mercado está fazendo com que as organizações se reposicionem e mudem a forma de trabalho. A Home Agent utiliza o home office para realizar serviços de atendimento ao cliente e tem conseguindo excelentes resultados. Os serviços prestados podem ser por telefone, chat, e-mail ou outros canais utilizados para manter o relacionamento consumidor x empresas.

Se comparado ao mercado tradicional de call center, no qual os funcionários precisam se deslocar até a empresa, os números são impressionantes. Os indicadores da Home Agent são excelentes e permitem um rendimento operacional apropriado.

Na Home Agent o que se vê é:

  • Turn over em torno de até 2% enquanto no mercado ele gira por volta de 10%
  • Absenteísmo inferior a 3%
  • Conversão de leads realizada em cerca de 2 minutos
  • Operação até 30% mais produtiva
  • Recebimento dos prêmios: Prêmio Nacional de Teleserviços 2012, 2013 e 2014 e Prêmio Latam 2014.

Esses números deixam evidente que trocar a forma tradicional de trabalho com funcionários em escritórios pelo home office garante resultados mais eficientes. Os colaboradores trabalham mais satisfeitos e criam vínculo com a empresa, o que deixa a rotatividade baixa e profissionais cada vez mais especializados.

Faltas e atrasos são coisas que praticamente não fazem parte do mundo de home office, isso porque a pessoa não precisa sair de casa para realizar as atividades. É preciso apenas ir para a sua estação de trabalho, que pode ser no cômodo ao lado do qual está.

Os indicadores deixam claro que o home office pode ser mais produtivo para as empresas e mais atrativo para os colaboradores com formação elevada. Apesar de no Brasil ele ainda ser novidade, as empresas que buscam os melhores resultados já o adotaram.

Encontre uma solução de home office para a sua organização e saia a frente dos concorrentes. Entre em contato com a Home Agent e saiba quais ganhos pode ter.

Veja nosso material exclusivo sobre Plano de Contingência, baixe agora gratuitamente!

Indicadores que reforçam a efetividade do atendimento em home office

 

 

Rolar para cima